O Impacto da Pandemia Para a Tecnologia

Quando a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou oficialmente o momento de pandemia da COVID-19 no mundo, grande parte da sociedade não imaginava o que estava por vir, até porque, algumas gerações não haviam vivido isso antes. Obviamente, esperávamos diversas situações sanitárias, tais como superlotação de hospitais, distanciamento de amigos e familiares, aumento da utilização de produtos hospitalares, mas ainda assim, muitas incertezas. Era esperado por muitos, principalmente no ambiente corporativo, que a tecnologia durante a pandemia seria grande parceira para superarmos as diversidades do momento. Apenas uma pequena parcela da sociedade já esperava uma evolução e dependência da sociedade e, principalmente, empresas pelas ferramentas que compõe o que chamamos de tecnologia, hardware, software, códigos, nuvem, robotização, etc.

O mundo caminha para uma nova direção, que se iniciou nos primeiros dias de pandemia, mas que não vai parar após decretado o término deste momento. Conforme diversos artigos, a tecnologia durante a pandemia evoluiu cinco anos em um.  Segmentos da indústria, varejo e prestadores de serviços tiveram que se adaptar para o momento atual, atentando-se nas novas interações e modelos de vendas para os clientes, novos modelos de trabalhos e interações sociais, ferramentas para acompanhamento do comportamento e saúde humana e meios de educação a distância.

Tecnologia no “combate” à pandemia

O mundo corporativo adaptou ao momento atual de forma veloz, quase que buscando a velocidade da luz. Primeiro, se as empresas não se adaptassem não teriam receita e, com isso, sobrevivência. Ao mesmo tempo, sabemos que momentos de incerteza são propícios para novos entradas e consolidação de competidores. Com isso os CEOs e presidentes olharam para os CTOs e CRHO buscando por alternativas e soluções. Com a necessidade de implantação de novas tecnologias e ferramentas, redirecionamento de investimentos e assessment de pessoas foram fundamentais. O mercado de trabalho para profissionais de TI nunca demandou tanto. Já era sabido que o mercado era carente de bons profissionais nesta área, mas alta demanda exponenciou a falta destes profissionais, jogando luz neste ramo de atuação de trabalho.

A nova realidade é que a tecnologia durante a pandemia deixou de ser diferencial competitivo e se tornou pré-requisito para sobrevivência de grandes empresas. A transformação digital é uma realidade para grandes players de mercados que andavam a passos lentos em direção a automatização de processos, migração para e-commerce e tantas outras soluções que a área de TI vem customizando para o mercado. A pandemia da COVID-19 acelerou e forçou o processo de digitalização. Segundo artigo publicado pelo jornal Estadão*1, em pesquisa realizada pela KPMG, 67% dos executivos brasileiros afirmam que durante a pandemia houve avanços em operações que impulsionaram os negócios anos à frente do que esperavam.

A perspectiva para o mercado de trabalho para profissionais da área de TI parece extremamente positiva, enquanto outros mercados foram fortemente atingidos pela crise, a área tem se mostrado em constante crescimento. Como apresentado pelo jornal O Globo, em 2019 o setor de tecnologia comportava 1,56 milhão de profissionais, com aumento da demanda anual em 70 mil vagas, sendo que 25 mil posições ficam ociosas, devido a carência de profissionais. Além disso, devido a globalização em que vivemos, aprendizado de novos idiomas e “democratização” dos softwares, códigos e ferramentas de TI, as empresas Brasileiras passaram a ter um fator adicional para dificultar na busca de profissionais deste segmento – competição por grandes corporações internacionais. Tudo isso devido o momento de diferença cambial, o dólar como moeda de pagamento, interesse por experiências internacionais e o modelo de trabalho via home office que não oferece barreiras geográficas ou burocráticas, tornando dispensável preocupações com vistos, deslocamentos e adaptação a uma nova cultura.

Essa perspectiva de alta demanda de vagas e aquecimento no mercado da tecnologia em tempos de pandemia tornam a área atrativa para novos profissionais em formação e para migração de profissionais de outras áreas. Em levantamentos recentes realizados pela Brasscom a demanda por profissionais capacitados será de 420 mil pessoas até 2024 no país. Em contrapartida temos cerca de 46 mil profissionais formados na área anualmente. Ou seja, apesar do cenário de aumento no número de vagas para profissionais de TI, o ritmo de capacitação não acompanha a necessidade do mercado. Para quem está iniciando na área ou decidiu migrar, é de extrema importância avaliar o mercado e planejar sua inserção. Ficar atento as stacks que estão em alta, por exemplo, pode auxiliar e acelerar o ingresso no setor. Apesar da carência existente, este planejamento e afinco na aprendizagem será fundamental para uma inserção assertiva no mercado de trabalho.

Existem alguns estudos de mercado mostrando as linguagens mais usadas, carências de mercado e tendências para os próximos anos. Segundo a pesquisa disponibilizada pelo fórum Stackoverflow*2, cerca de 68% dos participantes apontaram a linguagem Javascript como a mais utilizada em seu trabalho, seguida por HTML/CSS, SQL e Python. Outro ponto interessante a ser analisado é justamente a evolução das aprendizagens das linguagens, talvez iniciar por front end, depois assumir novas responsabilidades em back end, tornando-se desenvolvedor full stack, com o tempo. O aprofundamento em estudos, novos horizontes em tecnologia podem surgir, oportunidades orientadas para dados, inteligência artificial e até mesmo estudo para novos softwares.

Na semana do dia 19 de julho de 2021 a consultoria parceira em gestão estratégica de pessoas, Acelera RH, realizará lives com profissionais da área de tecnologia para ajudar os profissionais de mercado e interessados sobre as tendências de mercado em tecnologia, como realizar a gestão de códigos e como se preparar para crescer como gestor, tornando-se um tech lead, team leader ou gestor de TI.

Escrito por Jessica Santos – Team Leader da Acelera RH

Fontes:
https://economia.estadao.com.br/noticias/governanca,transformacao-digital-acelerada-durante-a-pandemia-tera-mais-investimentos-dizem-executivos,70003461311
https://insights.stackoverflow.com/survey/2020#technology-programming-scripting-and-markup-languages-all-respondents